domingo, 8 de março de 2015

Mulher

Sou sorriso e alegria,
por fora luz colorida.
Sou lamento e sofrimento,
por dentro,
escuro muro,
escondo um segredo.

Sou quem se expõe
e, de tão transparente,
sob o sol inclemente
se esvai em dor
sem fim.

Sou quem cintila
e brilha, feliz,
ao perceber amor
por mim.
Sou a sombra
e sou a luz;
caminho e me sinto perdida,
ainda que veja
quem me conduz.

Sou borboleta solta na mundo,
sou o raso e o profundo,
sou espada cravada
na rocha sagrada.

Sou amiga e confidente,
mas posso ser a pior serpente
ao me sentir ferida, traída.

Vivo à procura de paz
e busco ser, a cada dia,
de tudo um pouco,
um pouco mais...

Agnes Cecile

Di Cavalcante
Georgina Cantodorio



Daniel Hernández Morillo Peruvian
Bibiana Echeverria

Du Ramos