terça-feira, 22 de novembro de 2016

Barco e Mar

Ah, como eu queria ser barco,
para no mar deslizar.
Queria me sentir leve,
ser capaz de flutuar;
e quando chegasse no porto,
pudesse firmemente ancorar.
Mas, por não ter leme ou timão,
vivo só, à deriva,
com medo de soçobrar.

Ah, ó mar que está tão longe,
que se agita ao sabor do vento,
como és presente em meus sonhos,
quanto me acalma os tormentos!
Por isso cá estou a pedir, ó mar,
que sejas meu rumo, meu lar!

Às vezes, nos braços de Morfeu,
ouço tua voz docemente a murmurar:
_Posso ser guardião de teu sono,
te tomar nos braços ao acordar.
Navegaremos juntos pela vida,
em feliz harmonia, velas coloridas;
tu, o barco, eu, o mar…


terça-feira, 8 de novembro de 2016

Mulher

Uma parte quer ser donzela,
jogar as tranças pela janela,
à espera do príncipe encantado;
outra parte quer ser estrela,
ser sempre competente e bela,
toda noite o teatro lotado.
Ainda outra parte é sábia e serena,
sabe que a vida sempre vale a pena,
mesmo com os riscos impossíveis
de serem calculados;
também há a parte que é mulher,
e quer correr, dançar, chorar, amar, rir, viver,
construir o caminho a cada passo dado...
Cada parte é essencial,
todas compõem seu ser sem igual,
a mulher loucamente normal.
(Ou seria normalmente louca?)
Que cada um concorde ou discorde,
tudo é muito natural,
isso foi escrito por uma mulher,
afinal...

Artista australiana: Selina Fenech

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Somos um na dança da vida...

Desditas não vêm em vão,
não há acaso no sofrimento.
Tudo acontece para tua educação
e, portanto, afasta de ti o lamento.

Há proveitosa lição
em cada passo dado,
em cada centímetro caminhado.

Recolhe do chão os cacos,
ainda que não vislumbres
por onde começarás o conserto.
Pensa apenas que estou perto,
te amparo, acolho e protejo.
Sei que escutas o meu sussurro
e sentes em tua fronte meu beijo.

Sou o teu interior sábio,
tu, a criança ferida.
Somos um, na dança da vida,
no ritmo dos acordes do destino;
nada posso sem tua colaboração,
não existo se não me dás tua mão.



quarta-feira, 27 de julho de 2016

A ti cabe escolher

Ama e serás amado,
persegue e serás perseguido.
Esta a Lei
e se não a seguires
ninguém te ouvirá os gemidos.

Cultiva a esperança
como delicada flor no deserto.
Mantém vigilância,
esteja por perto.

Há, no ar, muito mais
que aquilo por nós enxergado.
Há amor, há cuidado,
mas há também o conflito.

A ti sempre cabe escolher
entre um e outro lado:
 praticar o bem
ou ser perseguidor,
permanecer sem se abrir
ou se deixar guiar pela luz do Amor...

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Uma vez mais...

O que fazer 
com essa tristeza
que te invade?
Como viver 
com essa certeza
de que agora já é tarde?
De que adianta 
buscar progredir
se a dúvida é tanta
e voltas, amiúde, a cair?
 
Pois ouça com atenção
o que volto a te dizer:
- É assim mesmo que deve ser,
a constante busca pela paz.
Simplesmente não há outro jeito,
o que foi feito está feito,
não há como mudar mais.
 
A solução é ir em frente,
perceber que és especial,
mas também és como toda gente.
Cai aqui, levanta acolá,
sofre e pratica o bem
e, do mesmo modo, o mal.
 
Afirmo e afirmarei sempre
que a solução é orar.
Em especial, ora por ti,
pois te garanto, o melhor ato
é deixar do abstrato
e o autoperdão praticar.
 
Afinal, que te resta fazer,
senão a ti mesmo escolher
para, entre tantas outras criaturas,
exercitar a arte de amar? 

terça-feira, 14 de junho de 2016

Paciência

Não foi em um dia
que tudo aconteceu,
não foi em um dia
que a humanidade apareceu.
Então, por que tanta pressa?
Pressa em crescer
e tudo querer saber?

O aprendizado precisa ser escalonado,
dosado para ser assimilado.
Não há evolução sem experiência,
não há aprofundamento na urgência.

Que tal, então, pensar diferente,
acreditar que é possível
ir mais devagar?
Acessar um modo de acalmar a mente
para conseguir ouvir
o que o coração realmente sente?

Só há uma forma de crescer,
de, a cada dia,
saber um pouco mais:
é cultivando a paciência.
Ela é a ciência da paz,
a paz com consciência!
 

terça-feira, 31 de maio de 2016

Sombra e Luz

Vim de tão longe pra te ver
e também pra te dizer
que és luz, mas também és sombra
e não há motivo para isto temer.
A sombra é até benfazeja,
pois ela permite que a luz seja
puro esplendor a brilhar.

Reconhecer a própria imperfeição
já é um passo adiante
para a perfeição encontrar.
Tem paciência e aceitação,
pois o exercício é constante.

Abraça tua sombra,
reconhece tua luz;
não há mal algum
em se deixar por elas guiar.
Afinal, se elas apontam o rumo,
cabe apenas a ti decidir
qual o caminho a tomar...

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Uma sugestão

Pensa em teu coração
envolvido em luz azul,
sendo cuidado e fortalecido
sem o mais leve traço de escuridão.

Pensa em tua mente
envolvida em luz dourada;
teus pensamentos em forma ordenada,
robusta sapiência presente.

Pensa em teu olhar
emanando uma luz cor-de-rosa,
que transborda do teu falar
em poesia ou em prosa.

As cores saem de ti,
se enovelam, giram e brilham.
Luzes de amor,
existem para te encantar,
para te fazer feliz,
para te alegrar.
Pensa em ti, pensa na luz,
a mais preciosa, a que vem de Jesus!

terça-feira, 3 de maio de 2016

Cá estou

Tudo o que sentes eu sei,
tudo o que fazes, apoio.
Em tuas mãos eu entrego
muito do bem que já cultivei.
Acredito que já te provei
o quanto tenho de fé em ti
e, por isso, nego e renego
a melancolia que não te deixa sorrir.

Cá estou para te amparar,
te trazer forças e te estimular
para que te reergas.
Por isso, volto a te afirmar:
- És capaz e há muito a fazer
e, ainda que o coração doa,
reflete que não é à toa
que estás onde estás.

Acredita em mim,
eu te afirmo com certeza:
-Na vida, a maior beleza
é se saber útil a quem precisa.
Nenhuma alma tem paz
se não se reconhecer benfazeja.
Estende o braço, 
move a perna, dá um passo.

Estou aqui para te proteger,
estás aqui para aprender...

quarta-feira, 9 de março de 2016

Amor eterno

Desde pequenino,
era lindo aquele menino.
Poucas vezes risonho,
muitas mais vezes, sério.
Como se compreendesse um mistério
que a outros não era dado desvendar.

Se prometia, cumpria,
porém o pezinho batia
quando algo ele queria.
Ah, e como era gostoso ouvir
a voz tão grave a pedir
(às vezes, até a exigir)
algo que muito desejasse.

Cresceu rápido o menino,
deixou de ser franzino,
tornou-se belo rapaz.
E hoje, o que ele faz
é parecido com o que fazia
quando era pequenino:
pouco expõe seus sentimentos,
quase nada de seus sofrimentos.
Mantém no rosto bonito
um sorriso constante
e não sei se está aflito
ou se, ao contrário, está radiante
de verdade.

Eu, após tantos anos,
reconheço que muito falhei,
não sabia o que hoje sei.
Então, todos os dias,
no afã de me redimir,
rezo pela felicidade do menino,
hoje um homem, e lindo.
Rezo para que ele sempre encontre
motivos para sorrir
de verdade.

Rezo para que tenha certeza
do orgulho que dele sinto,
do imenso amor que a ele dedico.
Rezo para que ele não duvide da vida
sequer por um segundo;
que sempre tenha a certeza
de que a maior beleza que existe
é poder estar neste mundo...
 


















Ao meu amado, minha alegria, pelo seu aniversário neste dia 08/03/2016!!!

quinta-feira, 3 de março de 2016

Quebra

Ribombou o trovão,
explodiu a dor aguda
em seu ingênuo coração.
Como dinamite na pedreira,
fez-se pó a alegria
de uma vida inteira.

Só depois de muito tempo
em intenso sofrimento
foi que ela percebeu
o quanto de bom
em si fora gerado.
Não houvesse a tempestade,
ainda estaria criança,
não saberia ser tola vaidade
acreditar na felicidade
como algo permanente.

Foi a quebra da vida
como ela conhecia
que a tornou inteira
para a vida que surgia...


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Sentir amor

Seja do jeito que for,
cada ser veio experimentar
como voltar a sentir amor.
Muitas são as provas,
muitos são os caminhos,
porém muita também é a proteção,
o abraço em cada passo,
ainda que se acredite sozinho.

Pedir aos céus por aconchego,
acreditar que sempre será concedido;
às vezes virá como real abrigo,
em outras como simples sensação.
Sue Blackwell
A verdade é que o coração
é a baliza para tudo conseguir;
não sentir amor é morrer,
sentir a expansão é sorrir,
é viver, é prosseguir…

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Como será o novo ano?

“ - Como será o novo ano?
Trará ele alegria ou dor?
Como estarei quando ele se for?”

Caro amigo, com muito carinho,
venho hoje um trato propor:
que questiones menos e ajas mais,
que te coloques menos contra
e mais a favor;
que, em vez de apontar o feio,
mostres como o bonito fica melhor;
que, em vez de ressaltar o sofrimento,
busques alternativas para curar a dor;
em vez de exaltar o rancor,
divulgues ações que estimulem o amor,
que tragam esperança
e despertem o lado bom
que todos temos.

Quem sabe, no fim deste ano,
revendo tuas questões,
possas me olhar bem tranquilo
e dizer com convicção:
- Segui tua sugestão
e fiz o melhor que pude.
Aprendi que, nesta jornada,
que não é perfeita,
fazer o possível já é a pessoal perfeição.

Certamente te darei um abraço
e te direi com alegria:
- Pois eu fiz o mesmo
e cheguei a igual conclusão!

Talvez, então, possamos sorrir
e perguntar, em conjunto:
- Como será o novo ano?...

Sue Blackwell

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Uma canção de Natal


Virpi Pekkala
Vem, ó menino, vem;
para o Bem de todos, vem…

Ó menino, nasce outra vez,
faz a estrela brilhar;
ajuda-nos a ter forças
para o nosso caminho trilhar.

Vem, ó menino, vem;
para o Bem de todos, vem…

Que seja o amor a vibração
e a alegria, sempre enxergada;
que fique pleno cada coração,
que toda dor seja aliviada.

Vem, ó menino, vem;
para o Bem de todos, vem…

Somos todos irmãos,
pois filhos de uma só Luz.
Entoemos esta canção
ao abençoado Menino Jesus.

Vem, ó menino, vem;
para o Bem de todos, vem…

A todos os amigos, dedico este poeminha de Natal/2015. Desejo que o Amor seja sempre o farol a nos guiar, a Alegria seja a companheira de todo dia e que a Paz faça parte de cada ser.
Bjs com muito carinho!

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Persistir...

Sei de tua dor
e que lutas para te recompor.
Peço que te acalmes,
o que fazes tem muito valor.
Não menosprezes o passado,
é a força que tem te sustentado.
Também o aço é forjado
nos duros golpes
que lhe são aplicados.
Haverá o dia da compreensão,
da luz desfazer a escuridão.
Enquanto isso, persevera na retidão,
neste mundo não há perfeição.
Tampouco há cartas marcadas;
cabe a cada um persistir
e ser o construtor da própria estrada...
Bill Jeralds