terça-feira, 12 de junho de 2012

Homenagem ao Amor

É tão bom pensar, falar, sentir amor!
Amor doce, leve, sereno...
Amor de um para o outro, do outro para o um, 
amor pelo Um, amor por si só...
Que o dia seja pleno de amor para todos!
    

Ela para ele
Vem a brisa na manhã ensolarada
trazendo aroma de flor perfumada,
janela aberta, sente ela o sol na pele nua.
“ Me invade a alegria de ser tua!
É o dia tão radioso
que trouxe esse sentimento gostoso?
Ou ele já estava em mim
e despertou simplesmente assim?”
E tão envolta em calor e prazer,
já não lhe importa mais saber
se há motivo, causa ou porquê.
O que vale é a doçura que invade
e expulsa do peito a saudade.
“Depois de tanto tempo longe,
para mim uma eternidade,
tu chegaste, estás comigo,
brilhante, tão amigo!
E sinto a brisa leve e perfumada,
és sonho dourado e estou acordada...”

Ele para ela
Ele desenha na areia o nome dela
e é como se se abrisse uma janela
e entrasse o sol radioso.
Tudo brilha ao redor dos dois,
é tão grande a alegria sentida
que ele até se admira.
Afinal usar a areia como tela
foi homenagem singela
àquela que é luz de sua vida.
Assim o gesto tão amoroso,
tão gentil e carinhoso,
consegue torná-la mais bela.
E ele, assim como ela,
sorri simples ao olhar para a tela,
feita de areia com o nome dela...