terça-feira, 18 de setembro de 2012

Equívoco?

Quem te vê  por aí acha que és sempre feliz,
com esse sorriso estampado no rosto.
Não sabe que, às vezes, é o oposto
do que estás por dentro a sentir.
Não sabe que o sorriso é disfarce
para a dor que te acompanha há tanto tempo,
não sabe que nessas horas, por teu gosto,
de teus lábios só sairia lamento.
Mas se te pões a sorrir não é falsidade,
é apenas uma forma que encontraste
para conseguir conviver com tua realidade.
Pois, de fato, na verdade,
não és mesmo todo o  tempo assim.
Sabes que também existe em ti
a alegria por simplesmente existir
e até em muitas vezes te esqueces
de que em ti existe o sofrer,
até consegues crer
que és passível de ter
o direito de feliz viver.
E assim levas tua vida,
ora sofrendo calada, a sorrir,
mostrando alegria mesmo ferida,
ora exibindo no sorriso
o que estás verdadeiramente a sentir.
Quem te vê por aí, então,
nem sabe que teu coração
alterna alegria e tristeza.
Por enxergar a aparência,
fica apenas com a certeza
de que és feliz todo o tempo...