terça-feira, 17 de abril de 2012

Viajante no tempo...


És viajante no tempo
e tens bagagem tão farta!
Trilhaste caminhos diversos
e buscas um descanso no momento.
Sabes que de ti não se aparta
o saber em que já estiveste imerso
e hoje o que queres é um remanso
por tanta estrada já percorrida.
Advirto-te amigo, entretanto,
que o tempo é companheiro incansável
e tu, ainda que nem sempre saudável,
serás compelido a continuar.
Pois, a despeito do que já carregas
ainda podes acumular mais,
já que nessa estrada o que vale
é menos o que se tem
e muito mais o que se faz.
E se há muito a ver e fazer,
também há o que se deixou para trás.
Tudo integra o teu ser,
tudo se junta na busca da paz.
Assim, toma fôlego e te apressa
que o tempo é parte da peça
em que atuas como viajante audaz...