terça-feira, 2 de julho de 2013

Uma sugestão

A experiência por que passas é de dor
e não sabes como dela sair?
Trazes em ti desânimo, paralisia,
face ao que te aconteceu?
Por primeiro saibas que estou
sempre pronto a te servir,
com verdade, com alegria,
com o melhor que tenho de meu.
Depois, desejo a ti força e conforto,
que me tenhas como um porto
onde possas teu barco ancorar.
Não te prometo cura imediata,
tampouco alegria perene.
Afinal a questão de que se trata
é muito grave para que eu acene
com algo tão forte e definitivo.
Proponho, na verdade, um alívio
de tudo o que sentes.
Sugiro que ao menos tentes
fazer algo em benefício de um amigo.
Garanto-te que ao te dispor
a ajudar um ser em dor,
certamente serás beneficiado.
Pois aquele que se oferece como abrigo
é tão ou mais ajudado
que o visto como machucado.
Enfim, por tudo isso te digo:
um bom modo de menos sofrer
é sair de si e ver a teu lado outro ser...

W. Bouguereau