sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Raciocínio franciscano


“O corpo físico perece
Mas a luz que o anima permanece.”
Assim, um dia, São Francisco refletia
e por assim pensar,
sentia menos pesado o seu caminhar.
Também desse modo podemos compreender
todas as vicissitudes que venham a nos acontecer,
a fim de que saibamos enfrentá-las
pois, por princípio, não há como eliminá-las.
Somos todos parte do organismo universal
e o que pensamos influencia até o mundo material.
Que nos preocupemos, portanto,
tanto com o físico quanto com o mental.
E, acima de tudo, que tenhamos consciência
de que não estamos sozinhos,
tudo podemos naquEle que nos guia, ampara e fortalece.
Cultivando a certeza de que tudo o que nos acontece
deve ser observado, estudado e, como lição, aproveitado.


"Mantenha tua alegria, tua doçura é benfazeja!
Distribua sempre teu sorriso,
olhos nos olhos a quem quer que seja.
Nunca é demais enxergar o próximo
e espalhar a boa-nova do paraíso.”